direito fundamental

Programa Bem Viver discute renda mínima, calendário do Enem e situação da covid-19

A expectativa é que inicialmente 9 mil cidadãos sejam contemplados com o benefício de R$450

Ouça o áudio:

O programa priorizará famílias lideradas por mães solteiras. Na foto, mãe e filho na comunidade da Vila da Barca, em Belém (PA). - Catarina Barbosa/Brasil de Fato
Projeto foi proposto pelo prefeito Edmilson Rodrigues (PSOL)

A aprovação do projeto de renda mínima Bora Belém na capital paraense está em destaque no programa Bem Viver desta segunda-feira (11). A iniciativa deve atender, em primeiro momento, 9 mil pessoas que já fazem parte do Cadastro Único (CAD Único).

A proposta do Bora Belém é conceder o valor integral ou complementar para que a população belenense tenha acesso ao valor de R$ 450 mensais, o equivalente à cesta básica no município.  

:: Mulheres ocupam metade dos cargos de comando na Prefeitura de Belém (PA) ::

A aceitação do projeto foi feita em sessão da Câmara Municipal de Belém no último dia 7 de janeiro. O vereador Josias Higino (Patriota) apresentou duas emendas para o valor de R$450 para cada beneficiado fosse fixado. Todavia, o também vereador Fernando Carneiro (PSOL), afirmou que "essa emenda, transvestida de uma boa intenção, na verdade tenta inviabilizar o projeto", pois assim inviabilizaria a ampliação do benefício caso daqui alguns anos o município adquira condições financeiras de aumentar o valor determinado inicialmente. 

:: O que se sabe até agora sobre a mutação do coronavírus com possível origem no Brasil ::

A edição também atualiza o cenário da pandemia de coronavírus ao entrevistar a médica de família e comunidade Fernanda Americano Freitas Silva, da Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares. Ela é a convidada do quadro  A Covid-19 na Semana.

No bate-papo, Fernanda analisa os resultados dos testes realizados com a CoronaVac, imunizante produzido pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês SinoVac no Brasil. A médica também apresenta os desafios para a execução da vacinação em massa pelo Sistema Único de Saúde (SUS). 

:: “Não me inscrevi no Enem porque não me sinto preparado”: relatos de um 2020 perdido ::

Outro debate que envolve o coronavírus é a manutenção do calendário do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) em meio a pandemia. O início dos exames está marcado para o próximo domingo (17). A expectativa é que cerca de 5,7 milhões de jovens realizem as provas, que irão durar mais de 5 horas.

Temendo as consequências de tais aglomerações, entidades estudantis estão propondo o adiamento das provas. A movimentação contrária às datas apresentadas pelo governo federal ressalta também a ampliação das desigualdades sociais no acesso aos estudos neste momento de covid-19.  

:: Papa se prepara para ser vacinado e defende medida: "Opção ética" ::

O Bem Viver lembra ainda que cuidados com doenças vão para além do coronavírus. Com a chegada do verão, o programa reforça a importância dos cuidados em relação à dengue, zyka vírus e chikungunya. A regra é nítida ao definir que não se deixar nenhum recipiente com água parada.

O mosquito da dengue (Aedes aegypti) possui grande capacidade de se reproduzir em locais muito pequenos, como até mesmo, pratos com plantas ou uma tampinha de garrafa com água parada. Portanto, as recomendações apontam a verificação em locais que não estão sempre no campo de visão da casa, a exemplo da tampa da caixa d'água. 


Produção da Rádio Brasil de Fato vai ao ar de segunda a sexta-feira / Brasil de Fato / Bem Viver

Sintonize

O programa Bem Viver vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 11h às 12h, com reprise aos domingos, às 10h, na Rádio Brasil Atual. A sintonia é 98,9 FM na Grande São Paulo e 93,3 FM na Baixada Santista.

Em diferentes horários, de segunda a sexta-feira, o programa é transmitido na Rádio Super de Sorocaba (SP); Rádio Palermo (SP); Rádio Cantareira (SP); Rádio Interativa, de Senador Alexandre Costa (MA); Rádio Comunitária Malhada do Jatobá, de São João do Piauí (PI); Rádio Terra Livre (MST), de Abelardo Luz (SC); Rádio Timbira, de São Luís (MA); Rádio Terra Livre de Hulha Negra (RN), Rádio Camponesa, em Itapeva (SP), Rádio Onda FM, de Novo Cruzeiro (MG), Rádio Pife, de Brasília (DF), Rádio Cidade, de João Pessoa (PB), Rádio Palermo (SP), Rádio Torres Cidade (RS) e Rádio Cantareira (SP).

A programação também fica disponível na Rádio Brasil de Fato, das 11h às 12h, de segunda a sexta-feira. O programa Bem Viver também está nas plataformas: SpotifyGoogle PodcastsItunesPocket Casts e Deezer.

Assim como os demais conteúdos, o Brasil de Fato disponibiliza o programa Bem Viver de forma gratuita para rádios comunitárias, rádios-poste e outras emissoras que manifestarem interesse em veicular o conteúdo. Para fazer parte da nossa lista de distribuição, entre em contato pelo e-mail: [email protected]

Edição: Daniel Lamir