Fora, Bolsonaro

J19: Fome, negacionismo e mentiras: cidadãos contam por que irão às ruas neste sábado

Brasil de Fato Paraná entrevistou trabalhadores para entender os motivos das manifestações contra o presidente

Brasil de Fato | Curitiba (PR) |
Nova manifestação contra Bolsonaro acontece neste sábado (19) - Divulgação

As ruas de todo o Brasil foram ocupadas no dia 29 de maio por quem defende o impeachment do presidente Jair Bolsonaro. Uma das maiores manifestações já vistas desde o início de seu governo. Para o este sábado, 19 de junho, nova manifestação foi convocada.

Continua após publicidade

Para entender os motivos das manifestações e da defesa da saída do presidente, o Brasil de Fato Paraná entrevistou trabalhadores e trabalhadoras.

Inês Camargo, trabalhadora dos Correios   


Foto: Giorgia Prates

"Trabalho nos Correios há mais de 20 anos e digo 'Fora, Bolsonaro' porque o atual governo, no ano de 2020, foi responsável pela retirada de 70 cláusulas do nosso acordo coletivo. Essas cláusulas diziam respeito a nossos direitos, conquistados com muita luta. Além disso, ele quer privatizar as empresas públicas, como os Correios."

Fabiano Stoiev, professor da rede estadual, secretário geral da APP Norte  


Foto: Giorgia Prates

“Nosso sindicato aprovou, desde 2019, o 'Fora, Bolsonaro' por causa dos cortes na educação superior e básica, sua política de destruição da educação pública e promoção de terceirizações, dos projetos autoritários de militarização das escolas e sua aliança com o movimento  ‘escola sem partido’, de controle ideológico e criminalização dos professores.”

Cristine Santos, da direção da Cooperativa de Produção Agropecuária, Paranacity


Arquivo Pessoal

“Meu ‘Fora, Bolsonaro’ é porque somos contra essa política de morte implementada por este governo que mata as pessoas de fome ou de Covid-19, por essa cultura negacionista que ceifa vidas e destrói possibilidades de desenvolvimento do país.”

Juliana Mittelbach, enfermeira de UTI e tratamento da Covid-19


Arquivo Pessoal

“Sou 'Fora, Bolsonaro' porque é um governo genocida, que nega a ciência e não defende o SUS. Mas, antes mesmo da pandemia, eu já era contra esse governo machista, racista e homofóbico. Fora, Bolsonaro, por vacina para todos, auxilio emergencial durante a pandemia e depois por um projeto de renda básica.”

Ivan Carlos Pinheiro, trabalhador dos Correios


Foto: Giorgia Prates

“Os trabalhadores dos Correios, em nível nacional, são 'Fora, Bolsonaro' porque tivemos perda de direitos, benefícios e garantias importantes. A ameaça de vender os Correios é, para nós, a constante ameaça de desemprego. Fomos considerados trabalhadores essenciais na pandemia, mas não somos essenciais para tomar vacina.”

Antonio Goulart, eletricitário da Eletrobrás


Foto: Giorgia Prates

“Agora vivemos a barbárie com Bolsonaro e apoio dos militares e da elite. 'Fora, Bolsonaro' é uma necessidade que exige unidade, inteligência e luta estratégica. Ou tiramos ou será o aniquilamento do povo brasileiro que já estamos assistindo, com perda de direitos, desemprego, mudança de Constituição, volta da miséria e da fome.”

Diana Abreu, pedagoga da rede municipal de ensino


Foto: Giorgia Prates

“Estamos diante de um governo mais letal que o vírus. Exigimos vacina para todos e todas e auxílio emergencial, e não aos cortes no orçamento na Educação e Ciência. Além disso, não podemos ficar passivos diante da proposta de reforma administrativa, que irá destruir o estado brasileiro.”

Clóvis Casagrande, bancário


Foto: Giorgia Prates

Isso é só uma gripezinha... brasileiro pula em esgoto e não acontece nada, eu não sou coveiro... e, daí, quer que eu faça o quê?... Sou Messias, mas não faço milagre... a gente lamenta os mortos, mas é o destino de todo mundo... este é um país de maricas... Essas são algumas das frases irresponsáveis de Bolsonaro. Você pode ter votado errado uma vez, mas não repita o erro.”

Verônica Rodrigues, atriz


Foto: Giorgia Prates

“Fora Bolsonaro não é só uma ‘hashtag’ para tirar um político do poder. Vai além, é um pedido de socorro, é um clamor para que mudanças estruturais aconteçam no Brasil. É uma engrenagem de políticos que deveriam lutar pela população e estão permitindo que um senhor como Bolsonaro permaneça na presidência cometendo genocídio, com mortes da pandemia e a destruição da economia.”

Alexandro Guilherme Jorge, presidente do Sindipetro PR/SC


Foto: Giorgia Prates

“Fora, Bolsonaro diz respeito, primeiramente, ao genocídio em relação ao não tratamento adequado da pandemia pelo governo federal. Em nossa categoria, essencial, tivemos várias mortes de trabalhadores. Para os petroleiros, nosso 'Fora, Bolsonaro' diz respeito ao preço dos combustíveis, que poderia ser muito menor, a Petrobras poderia investir muito mais e gerar empregos." 

Fonte: BdF Paraná

Edição: Frédi Vasconcelos e Lia Bianchini