Superou César Cielo

Recordista da imprensa nacional, Alexandre Garcia coleciona 25 medalhas militares e 6 civis

Honrarias foram atribuídas ao jornalista sem a descrição dos fatos que teriam feito Garcia merecedor das premiações

Brasil de Fato | São Paulo (SP) |
O jornalista Alexandre Garcia: dentre suas mais de duas dezenas de medalhas militares, consta uma de "Submarinista Honorário" e outra "Do Pacificador" - Arquivo pessoal

O jornalista Alexandre Garcia, de 80 anos, é o profissional da imprensa brasileira que mais medalhas e honrarias militares já recebeu das Forças Armadas brasileiras, do governo federal e de polícias militares do país. Ao longo de toda a carreira, ele já foi agraciado com, pelo menos, 25 premiações de instituições militares e seis civis.

Continua após publicidade

Assim, Alexandre Garcia possui mais medalhas do que o nadador César Cielo, recordista brasileiro em medalhas em campeonatos mundiais, com 18 conquistas. 

Continua após publicidade

Os prêmios foram concedidos ao jornalista por entidades como a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Polícia Militar do Distrito Federal. Em comum entre todas, apenas um fato: o de que, nas justificativas para a concessão das homenagens, nunca figura o ato específico que teria levado Garcia a ser merecedor da honraria.

Continua após publicidade

::Desde anúncio da CPI da Covid, pelo menos 385 vídeos sumiram de canais bolsonaristas; Alexandre Garcia ocultou 109::

Continua após publicidade

A Medalha do Exército Brasileiro é sua última premiação militar. A recebeu em 2 de agosto deste ano. "Destina-se a distinguir personalidades brasileiras ou estrangeiras, integrantes da Marinha do Brasil, da Força Aérea Brasileira e das Forças Auxiliares, bem como suas Organizações Militares e instituições civis, nacionais e estrangeiras, que tenham praticado ação destacada ou serviço relevante em prol do interesse e do bom nome do Exército Brasileiro", descreve a norma que cria a condecoração.


Alexandre Garcia mantém em uma vitrine os 31 prêmios que ganhou de instituições brasileiras. Coleção inclui Diploma do Mértito do Submarinista, concedido pela Marinha do Brasil / Arquivo pessoal

O "Colar de Honra ao Mérito Legislativo de São Paulo" é seu mais recente prêmio civil, recebido no dia 23 de fevereiro deste ano. Trata-se da maior honraria oferecida pela Assembleia Legislativa do Estado, "entregue somente para pessoas que se destacaram e contribuíram para o desenvolvimento social, cultural e econômico do Estado de São Paulo", conforme descreve a Alesp.

Garcia recebeu a condecoração no estúdio do Canal Rural (de que é comentarista), em Brasília, das mãos do deputado estadual e membro da Associação dos Produtores de Soja São Paulo Frederico d’Avila (PSL), como mostra a imagem abaixo.


Alexandre Garcia recebe ao vivo, no Canal Rural, sua 30ª honraria oficial, o Colar do Mérito Legislativo de São Paulo / Reprodução

Assim explicou o parlamentar os motivos que levaram a Alesp (sob sua recomendação) a conceder o Colar ao jornalista:

Queria aqui cumprimentar o senhor Alexandre Garcia, grande jornalista, pelo apoio que o senhor dá ao agro, pela atividade produtiva brasileira e tudo de verdade que o senhor conta através da sua atividade na imprensa nacional. O agronegócio tem o senhor como um grande aliado.

 

Há pouco mais de três anos, foi concedido pelo então presidente Michel Temer (MDB), em 26 de fevereiro de 2018, conforme publicação no Diário Oficial da União, a "Medalha do Mérito Oswaldo Cruz", na categoria ouro, a mais alta que existe. 


Honraria é concedida a quem presta serviços à saúde pública brasileira / Divulgação

A medalha foi criada em 1970, com o nome do cientista, médico, sanitarista e fundador da saúde pública brasileira, e é dividida em três graus de condecoração: ouro, prata e bronze.  É concedida como reconhecimento pela atuação para a saúde dos brasileiros em diversos campos, científicos, educacionais, culturais e administrativos. Não foi informado pelo governo federal o que levou o jornalista a recebê-la, padrão que é mantido em todas as medalhas que recebeu.

Ainda em 2018, no dia 15 de outubro, a Força Aérea Brasileira elevou o grau de uma medalha que Garcia já possuía desde 28 de setembro de 1999, a do Mérito Aeronáutico. Ele passou, então, do grau agraciado de "comendador" para "grande-oficial", conforme mostra publicação oficial da Aeronáutica.

Na imagem abaixo, a cerimônia de condecoração do jornalista em 2018. Procurado pelo Brasil de Fato, o Ministério da Defesa não respondeu quais foram os feitos de Alexandre Garcia para receber qualquer uma das mais de 15 honrarias que recebeu das Três Armas brasileiras somadas. Caso a pasta venha a se manifestar, sua resposta será incluída nesta reportagem.


Em outubro de 2018, a medalha de Mérito Aeronáutico de Garcia foi promovida da categoria "comendador" para "grande-oficial" / Força Aérea Brasileira

  

No dia 23 de junho de 2017, Alexandre Garcia recebeu a Medalha do Mérito Acadêmico. O orgão concedente: Academia Nacional de Saúde das Polícias e Bombeiros Militares do Brasil. Oficialmente, a honraria é concedida aos que "prestam serviços excepcionais à causa da saúde dos policiais e bombeiros militares do Brasil e ao ensino relacionado ao tema em academias militares".

Na cerimônia de condecoração, realizada em Goiânia, o jornalista discursou para policiais e bombeiros. Conforme a Associação Brasileira de Saúde das Polícias Militares e Bombeiros Militares descreveu em texto de divulgação sobre o evento, eis o que ele disse:

“O encerramento da cerimônia solene contou com a palestra do Jornalista Alexandre Garcia, que fez uma significativa reflexão a respeito da dificuldade latente em viver em sociedade, visto que nos dias atuais há uma ‘Bandidolatria’, que inspira jovens a percorrer caminhos marginalizados, e atribuiu ao Legislativo papel fundamental para construção de leis antônimas à leniência aos criminosos.”

Já no dia 02 de maio de 2016, Garcia foi honrado com a Ordem do Mérito Judiciário Militar, no grau de "Distinção". Quem concede é o Superior Tribunal Militar (STM), para aqueles que "tenham prestado reconhecidos serviços ou demonstrado excepcional apreço à Justiça Militar União." Quem também foi agraciado pelo STM no mesmo dia foi o jornalista Merval Pereira, da Rede Globo.


A Medalha da Ordem do Mérito Militar Judiciário, mais uma da coleção de Alexandre Garcia / STM

Mas talvez a mais pitoresca condecoração da coleção do jornalista seja que a recebeu no dia 02 de agosto de 2015: o Diploma de Submarinista Honorário.

A honraria é destinada "a militares não submarinistas ou mergulhadores, e civis, que tenham dedicado parcela ponderável de suas carreiras ou contribuído de forma a elevar o nome da Força de Submarinos da Marinha junto aos estabelecimentos em que servem e ao público em geral."

Considerando que Garcia não dedicou "parcela ponderável de sua carreira a elevar o nome da Força de Submarinos da Marinha", salvo engano da reportagem, o Brasil de Fato questionou a Marinha do Brasil, por meio de seu Centro de Comunicação Social, de qual forma teria contribuído o jornalista para "elevar o nome" da referida Força ao ponto de ser merecedor da honraria. Até a publicação desta reportagem, não havia resposta.

Outra condecoração surpreendente recebida pelo jornalista é a Medalha do Pacificador, concedida em 10 de outubro de 1984. Criada para galardoar militares e civis, nacionais ou estrangeiros, que tenham prestado assinalados serviços ao Exército Brasileiro, elevando o prestígio da Instituição ou desenvolvendo as relações de amizade entre o Exército Brasileiro e os de outras nações, ela foi entregue a Garcia sem que fosse informado em documento de acesso público para tanto designado por lei (Diário Oficial da União) o que justificou a condecoração.

Neste ano, sob a presdiência de Jair Bolsonaro (sem partido), Alxandre Garcia foi indicado para receber novamente a medalha que já tem. Procurado, o Ministério da Defesa não comentou o assunto.

Polícias também homenageiam o jornalista


A Polícia Militar de São Paulo também já concedeu medalha a Garcia / PM-SP

A fotografia acima é de 01 de dezembro de 2014. Nela, Garcia recebe a Medalha Brigadeiro Tobias, concedida pela Polícia Militar do Estado de São Paulo.

A comenda é descrita pela PM-SP como “a mais alta honraria medalhística da Instituição”. Criada pelo Decreto Estadual 45.648, de 7 de dezembro de 1965, serve para “condecorar os componentes da Corporação e das Forças Armadas pela prática de atos relevantes em benefício da Força (PM-SP)”.

“A título excepcional”, porém, também “poderá ser concedida a personalidades civis ou entidades que forem consideradas merecedoras da outorga, em virtude de excepcionais serviços prestados à Força Pública (Polícia Militar de São Paulo)”. É nesta categoria que se encaixa o jornalista Alexandre Garcia. O Brasil de Fato procurou a PM-SP e questionou os motivos que levaram a corporação a conceder a honraria. Não houve resposta.

Nao é só a PM de São Paulo que homenageou Garcia. A Polícia Militar do Distrito Federal, no dia 13 de maio de 1991, deu a ele a Medalha Alferes Joaquim José da Silva Xavier.

Criada originalmente pelo Decreto nº 5.272, de 6 de junho de 1980, e elevada à Ordem do Mérito pelo Decreto nº 32.783, de 1º de março de 2011, trata-se da mais importante distinção honorífica da Polícia Militar do Distrito Federal.

É destinada a condecorar cidadãos que contribuíram de maneira relevante com as atividades desempenhadas pela Polícia Militar e, consequentemente, com a segurança pública do DF. 

Veja, abaixo, os órgãos concedentes e as respectivas honrarias que completam a coleção de Alexandre Garcia:

11 de junho de 2014: Ordem do Mérito Naval
Grau: Comendador
Órgão concedente: Marinha do Brasil

27 de novembro de 2009: Medalha Defesa Civil Nacional
Grau: Grande Oficial
Órgão concedente: Ministério da Integração Nacional

17 de junho de 2009: Medalha Hélio Beltrão
Órgão concedente: Governo do Distrito Federal

13 de maio de 2009: Medalha Bicentenário da PM/DF
Órgão concedente: Polícia Militar do Distrito Federal

14 de julho de 1995: Ordem do Mérito da Defesa
Grau: Oficial
Órgão concedente: Ministério da Defesa

29 de dezembro de 1992: Ordem do Mérito Legislativo do Distrito Federal
Grau: Comendador
Órgão concedente: Assembleia Distrital do DF

24 de julho de 1984: Ordem do Mérito Militar
Grau: Oficial (promovido a Comendador em 2010)
Órgão concedente: Exército Brasileiro

16 de junho de 1983: Medalha Mérito Santos Dumont
Órgão concedente: Força Aérea Brasileira

Edição: Leandro Melito