Na mira do Senado

AO VIVO: Suposto diretor da Precisa Medicamentos, do caso Covaxin, fala à CPI da Covid

Segundo Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Danilo Trento e Francisco Maximiano viajaram juntos para tratar da vacina

Brasil de Fato | São Paulo (SP) |

Ouça o áudio:

CPI está na reta final, mas cúpula considera a possibilidade de prorrogar os trabalhos, após escândalo da Prevent - Pedro França/Agência Senado

Nesta quinta-feira (23), a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid escuta Danilo Trento, que é sócio da Primarcial Holding e Participações, mas apontado pela CPI como um suposto diretor “fantasma” da Precisa Medicamentos, envolvida no escândalo da vacina indiana Covaxin.

Ambas as empresas têm Francisco Maximiano como sócio e o mesmo endereço. Segundo o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da comissão, Trento e Maximiano viajaram juntos à Índia para negociar testes de covid-19 e a vacina Covaxin.

:: Relatório da CPI sai até 10/10 e pode chegar ao Tribunal Penal Internacional ::

Outros senadores acreditam ainda que Trento tem relações com Marcos Tolentino, apontado pela CPI como o verdadeiro dono da FIB Bank, que ofereceu a carta fiança para a Precisa Medicamentos de 5% sobre o valor total de R$ 1,61 bilhão do contrato fechado com o Ministério da Saúde. Tolentino também é advogado e amigo pessoal de Ricardo Barros.

De acordo com uma reportagem da revista Piauí, em 28 de maio de 2020, Marcos Tolentino se reuniu em seu apartamento em São Paulo com o então ministro da Saúde Eduardo Pazuello, Ricardo Barros, Wagner Potenza, ex-diretor comercial do FIB Bank, e Francisco Emerson Maximiano, dono da Precisa Medicamentos. O jantar serviu para apresentar os personagens à possibilidade de contratar vacinas da Precisa.

::Prevent Senior não avisou a pacientes que morreram que eles tomariam cloroquina e ivermectina::

Trento segue para a CPI um habeas corpus em mãos que garante o direito de permanecer em silêncio em assuntos que possam incriminá-lo, após decisão do ministro Luís Roberto Barroso, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). 

Assista ao depoimento ao vivo:

Acompanhe os destaques pelo Twitter:

Edição: Vivian Virissimo