dia de festa

Viaje com o Radinho BdF em uma volta ao mundo pelas diferentes celebrações de Dia das Crianças

Especialistas dão dicas de como comemorar essa data especial com família e com amigos, em qualquer lugar

Ouça o áudio:

No Japão, famílias enfeitam casas com bandeirinhas de carpas para indicar quantas crianças vivem no local e celebrar Dia dos Meninos - Divulgação
Essa data é muito mais que ganhar presentes. É um dia de celebrar e proteger a infância

Está chegando o Dia das Crianças, comemorado em 12 de outubro no Brasil. Mas como será que crianças de outros países celebram essa data tão importante? Para responder a essa pergunta, a edição de hoje (6) do Radinho BdF convida os ouvintes mirins a embarcarem em uma volta ao mundo pelas ondas do rádio para conhecer diferentes tipos de celebração na Ásia, América Latina e Europa.

“Aqui no Japão, em 3 de março é comemorado do Dia das Meninas e em 5 de maio o Dia dos Meninos. No Dia das Meninas a gente costuma comer balinhas de arroz com açúcar colorido e também colocamos bonecas no altar para celebrar. Já no Dia dos Meninos, se você andar na rua, consegue ver bandeirinhas de peixes nas casas das pessoas para celebrar”, conta Ana Clara, de 14 anos, que mora no Japão.

Além de conhecer celebrações típicas da cultura de diferentes países, as crianças ainda podem curtir músicas tradicionais e aprender curiosidades sobre cada nação visitada pelo “avião sonoro” do Radinho BdF.

“Aqui no Catar, o Dia das Crianças é comemorado em 20 de novembro. Neste dia, eu gosto de brincar com as minhas amigas, passear no shopping e ficar com os meus pais. Todos os outros dias os pais comandam, mas no Dia das Crianças, as crianças comandam. É um jeito de valorizar as crianças”, conta Sophia Prieto Stoicov, que tem 7 anos e mora no Catar.

Uma coisa é certa: não importa a onde nem quando o Dia das Crianças é comemorado, o que as crianças querem nessa data especial é brincar, se divertir, comer coisas gostosas e aproveitar o tempo com os pais, cuidadores, professores, irmãos e amigos. Tem coisa melhor?

“Aqui em Portugal o Dia das Crianças é em 1 de junho, uma data criada pelas Nações Unidas para mostrar que todas as crianças têm o direito de serem felizes”, conta Sophia da Silva, que tem 10 anos. “Na minha escola a gente brinca com jogos e dança. A professora dá bilhetinhos com lembrancinhas para a gente. A comida muda para coisas que a gente gosta. Ano passo, em vez de termos fruta de sobremesa tivemos sorvete. Em casa, a gente comemora indo em parques e piscinas.”

O 12 de outubro

Aqui no Brasil existem várias maneiras de comemorar o Dia das Crianças. Pode ser um passeio no parque, um almoço em família ou uma viagem, por exemplo. Mas por que esse dia é celebrado em 12 de outubro?

“Em 1940, um decreto do presidente da época definiu essa data como o Dia da Festa da Criança, para que as pessoas tivessem mais consciência sobre a importância de proteger as infâncias. Mas, infelizmente, a ideia de proteção foi sendo deixada de de lado e em 1960 uma fábrica de brinquedos fez uma ação para melhorar suas vendas nessa data. Desde então, o apelo comercial só cresceu”, diz a coordenadora do programa Criança e Consumo, do Instituto Alana, Maria Mello.

E precisa de presente?

O Radinho BdF tem certeza que não é preciso de presentes para fazer do Dia das Crianças um momento de diversão para a família. Por isso, a coordenadora de comunicação do programa Criança e Consumo do Instituto Alana, Maíra Bosi, compartilha dicas preciosas de como curtir ainda mais esse dia.

“Essa data é muito mais que ganhar presentes. É um dia de celebrar e proteger a infância. Então antes de achar que você precisa de um brinquedo novo, já pensou em voltar a brincar com um brinquedo que já tenha em casa, inventando novas brincadeiras? Ou trocar esse brinquedo com amigo, primo, ou irmão?”, diz. “Outra ideia é chamar os adultos para fazer algo diferente, como uma sessão de filmes com pipoca, cozinhar um bolo ou quem construir uma cabana com lençóis e as cadeiras.”

Histórias, músicas e brincadeiras

E para curtir o Dia das Crianças, que tal aproveitar a seleção musical desta edição da Vitrolinha BdF que está pra lá de dançante? A criançada pode dançar ao som de “Menina Moleca”, do Palavra Cantada, “Oito Anos”, da Adriana Calcanhoto e Passarinhos, do Emicida e da Vanessa da Mata.

A trilha sonora especial do Dia das Crianças pode embalar a brincadeira do dia, que é diversão garantida para toda família, de qualquer país: é só separar um objeto de casa e ouvir com atenção as instruções do educador Vitor Cantagesso, do Programa de Iniciação Artística (PIÁ), da prefeitura de São Paulo.

Já a história fica a cargo do também educador Rafael Sposito, que nos ajuda a responder uma questão tão fácil que se torna até difícil: “O que é uma criança?”, escrita por Beatrice Alemagna e publicada pela editora Martins Fontes.

Mais dicas para o Dia das Crianças

No mês das crianças, Centro Cultural Bando do Brasil (CCBB) preparou uma programação especial e gratuita para o público infantil e suas famílias, com atividades criativas e educativas, presenciais e digitais, que focam em histórias, cantigas e brincadeiras tradicionais da cultura brasileira, de diferentes épocas.

Confira a programação completa.

Prêmio para o Radinho BdF

O Radinho BdF foi o vencedor do Prêmio de Jornalismo Saúde da Criança, da Fundação José Luiz Egydio Setubal, na categoria áudio, com o episódio sobre como proteger e cuidar do nosso corpo, que foi ao ar em 9 de novembro de 2020.

O prêmio é também de todas as crianças que participam dos episódios e ficam na sintonia toda semana.

:: Radinho BdF: o que é autoproteção e como cuidar do seu corpo? ::


Toda quarta-feira, uma nova edição do programa estará disponível nas plataformas digitais / Brasil de Fato / Campanha Radinho BdF

Sintonize

O programa Radinho BdF vai ao ar às quartas-feiras, das 9h às 9h30, na Rádio Brasil Atual. A sintonia é 98,9 FM na Grande São Paulo e 93,3 FM na Baixada Santista. A edição também é transmitida na Rádio Brasil de Fato, às 9h, que pode ser ouvida no site do BdF.

Em diferentes dias e horários, o programa também é transmitido na Rádio Camponesa, em Itapeva (SP), e na Rádio Terra HD 95,3 FM.

Assim como os demais conteúdos, o Brasil de Fato disponibiliza o Radinho BdF de forma gratuita para rádios comunitárias, rádios-poste e outras emissoras que manifestarem interesse em veicular o conteúdo. Para fazer parte da lista de distribuição, entre em contato pelo e-mail: [email protected]

Edição: Sarah Fernandes