Consumo consciente

Programa "Olha o Peixe!" aumentou a renda de 99 famílias do litoral paranaense

Empresa vende pescados e frutos do mar e remunera pescadores com preço “justo”

Brasil de Fato | Curitiba (PR) |
Desde 2018, já foram mais de 6 mil entregas e quase 27 toneladas de pescados vendidas - Foto: Serafilmes

Unir as duas pontas, o consumidor e o produtor, para que o primeiro tenha produtos de qualidade e com bons preços e os pescadores recebam mais pelo seu trabalho, é o objetivo do Olha o Peixe!, um negócio social fundado pelo oceanógrafo e mestre em Sistemas Costeiros e Oceânicos, Bryan Müler.

Por meio da venda de frutos do mar vindos de comunidades paranaenses de pesca artesanal, o negócio chegou à marca de seis mil entregas realizadas e quase 27 toneladas de pescados vendidos.

Além de incentivar uma cadeia de produção e consumo sustentável, a empresa tem o compromisso de fortalecer e valorizar 99 famílias pescadoras parceiras. 60% da receita gerada é destinada a elas, valor que já soma R$ 445 mil. Até 2020, foi possível aumentar a renda mensal dos pescadores em até 200%.

Bryan conta que a ideia surgiu através do seu trabalho em oceanografia, que o aproximou bastante das comunidades pesqueiras. “Eu já tinha muita parceria e apoio dos pescadores. E eu consultava também meus professores da universidade para poder propor algo sobre gestão da pesca. Então, o Olha o Peixe! surgiu quando eu verifiquei essa necessidade tanto para os pescadores como para os consumidores. Por exemplo, os pescadores dificilmente conseguem fazer vendas na baixa temporada e muitas vezes dependiam de atravessadores”, explica.

Preço justo

Para o fundador do Olha o Peixe!, o negócio trouxe o empoderamento dos trabalhadores pesqueiros. “Com os atravessadores, os pescadores não podem definir o valor dos pescados. Acabam vendendo pelo valor que dão, pois, se não, perdem a pesca. Com a nossa iniciativa, os pescadores e pescadoras começam a vender por preço mais justo. Ao mesmo tempo, eu via que os consumidores não tinham acesso fácil a esses produtos locais”, diz.

Olha o Peixe! é responsável pela divulgação e distribuição dos produtos. “O peixe chega do mar, já é levado para as pescadoras parceiras, que na mesma tarde limpam o pescado, embalam e fazem o congelamento. Após atualizar esse estoque, a gente já divulga online para nossos clientes pelo site e grupos de WhatsApp", conta Bryan.

A lista é disponibilizada de segunda a quarta e as entregas são feitas às quintas e sextas.

Valorização da pesca artesanal

Adair dos Santos, da Vila São Miguel, comunidade pesqueira de Paranaguá, pesca desde os seus dez anos de idade, quando ia com o seu pai para trazer o sustento de casa.

Atualmente, pesca siri e marisco e é responsável pela limpeza dos pescados. Para ela, a existência do Olha o Peixe! mudou totalmente a sua vida. “A gente nunca chegou a vender a esse preço. Valorizou muito os pescadores”, diz Adair.


Iniciativa valorizou o trabalho de pescadores artesanais, conta Adair / Foto: Arquivo Pessoal

Como comprar 

Atendendo em Curitiba, Região Metropolitana e Pontal do Paraná (PR), a Olha o Peixe! funciona como um clube de assinatura em que os clientes pagam um valor mensal para receber combos que incluem produtos como peixe, camarão e carne de siri, tudo fruto da pesca artesanal.

Todos os pedidos são armazenados em embalagens biodegradáveis e entregues com o nome do pescador e da embarcação utilizada.

Fonte: BdF Paraná

Edição: Lia Bianchini