Confira os casos

Quais alunos são exceção à obrigatoriedade do retorno às aulas em São Paulo?

Governador João Doria (PSDB) anunciou a volta às aulas para o próximo dia 18 de outubro

Brasil de Fato | São Paulo (SP) |

Ouça o áudio:

Entre os profissionais da educação do estado, 97% estão com o esquema vacinal completo. Entre os adolescentes de 12 a 17 anos, 90% deles já tomaram a primeira dose - Foto: Divulgação/Governo do Rio

Na próxima segunda-feira (18), no estado de São Paulo, ocorrerá o retorno obrigatório dos alunos às aulas presenciais para as redes estadual, municipais e privadas vinculadas ao Conselho Estadual de Educação, seguindo os protocolos de segurança até o final de outubro. 

Leia também: Professores defendem retorno às aulas presenciais somente após vacinação completa

Há, no entanto, alguns grupos que são exceção à obrigatoriedade. São eles:

- estudantes incluídos em grupo de risco ou com comorbidades, com mais de 12 anos e com o esquema vacinal incompleto;
- alunos com condição de saúde com maior fragilidade, comprovada por prescrição médica, mesmo com ciclo vacinal completo;
- gestantes e puérperas; 
- menores de 12 anos pertencentes ao grupo de risco;
- para os quais ainda não há imunizante aprovado.

Sem distanciamento

A partir de 3 de novembro, o distanciamento de um metro bem como o revezamento entre os alunos não serão mais obrigatórios. Com as novas medidas, o governo também ampliará o acesso a 100% dos estudantes presentes simultaneamente.

::Cinco mentiras sobre o retorno das aulas presenciais::

Máscara, aferição de temperatura e higienização

Outras medidas devem ser mantidas: uso obrigatório de máscara, aferição de temperatura (aqueles com 37,5ºC ou mais não devem permanecer na escola), ventilação e higienização dos ambientes, higienização frequente das mãos, acesso proibido de pessoas sintomáticas e notificação de casos suspeitos ou confirmados para observação dos contactantes.

::Mais de 85% dos professores têm medo da covid-19 na volta às aulas presenciais::

Vacina docentes de SP

Entre os profissionais da educação do estado, 97% estão com o esquema vacinal completo, ou seja, imunizados com as duas doses ou dose única contra a covid-19, segundo o governo de São Paulo. Entre os adolescentes de 12 a 17 anos, 90% deles já tomaram a primeira dose do imunizante da Pfizer, a única vacina aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para esta população.

Outros estados 

A data de 18 de outubro marca também o retorno das aulas presenciais e sem rodízios no estado do Rio de Janeiro. Em Minas Gerais, as atividades com 100% dos discentes em sala de aula foi aprovada no último dia 8 de outubro. 

Edição: Daniel Lamir