Movimentações

Sergio Moro define futuro político em reunião com coordenador de pré-campanha

Senador Jorge Kajuru (Podemos-GO) declarou que Moro deixou o Podemos para se filiar ao União Brasil

Brasil de Fato | São Paulo (SP) |

Ouça o áudio:

Segundo o senador Jorge Kajuru (Podemos-GO), o ex-ministro do governo Bolsonaro comunicou ao Podemos a sua saída da sigla na manhã desta quinta - Isaac Amorim/MJSP

O coordenador da pré-campanha de Sergio Moro, Luís Felipe Cunha, deve se reunir ainda nesta quinta-feira (31) com o pré-candidato para posicioná-lo a respeito das conversas mantidas com a direção do União Brasil. De acordo com a assessoria de Moro, apenas após o encontro haverá uma definição do futuro político do ex-juiz na corrida eleitoral à Presidência.  

Continua após publicidade

Segundo o senador Jorge Kajuru (Podemos-GO), o ex-ministro do governo Bolsonaro comunicou ao Podemos a sua saída da sigla na manhã desta quinta. Ele teria sido convidado a ir para o União Brasil para ser candidato a deputado federal. "Saiu oficialmente, comunicou a presidente do partido, Renata Abreu, agora cedo. Ele está querendo um partido com estrutura financeira, que o Podemos não tem", afirmou Kajuru ao O Estado de S. Paulo

Continua após publicidade

:: Doria desiste de concorrer ao Planalto, embaralha cenário eleitoral e abre crise no PSDB ::

Continua após publicidade

Dirigentes do União Brasil, entretanto, não estão dispostos a ter Moro como candidato do partido à Presidência. Na sigla, portanto, ele teria de abrir mão da candidatura, como moeda de troca a sua filiação. 

Continua após publicidade

Desde as primeiras pesquisas de intenções de voto para presidente, Moro girou em torno de 8% e não alavancou. Na última pesquisa, do PoderData, divulgada nesta quinta-feira (31), Moro aparece com 6% das intenções de voto, atrás de Ciro Gomes (PDT), com 7%, Jair Bolsonaro (PL), com 32%, e Lula (PT), na liderança com 41%. 

:: PoderData: com 42% das intenções de voto, Lula amplia vantagem sobre Bolsonaro que tem 31% ::

Pouco antes, João Doria (PSDB) indicou que irá desistir da corrida presidencial. A oficialização irá ocorrer às 16h desta quinta, em coletiva de imprensa. Na ocasião, o tucano também deve falar sobre o seu futuro político. Entre as possibilidades, estão a tentativa de reeleição ao estado paulista e a aposentadoria do mundo político. 

 

Edição: Vivian Virissimo