Movimentações

Sergio Moro migra do Podemos para o União Brasil e desiste da candidatura à Presidência

Informação foi confirmada pelo ex-juiz em suas redes sociais na tarde desta quinta-feira (31)

Brasil de Fato | São Paulo (SP) |

Ouça o áudio:

Agora, os rumores giram em torno de uma possível candidatura do ex-juiz ao Senado Federal - Foto: Tânia Rego/Agência Brasil

O ex-juiz Sergio Moro não é mais pré-candidato à Presidência da República nem filiado ao Podemos. Nas redes sociais, ele confirmou, na tarde desta quinta-feira (31), que desistiu da corrida eleitoral e que irá se filiar ao União Brasil.  

Continua após publicidade

“O Brasil precisa de uma alternativa que livre o país dos extremos, da instabilidade e da radicalização. Por isso, aceitei o convite do presidente nacional do União Brasil, Luciano Bivar, para me filiar ao partido e, assim, facilitar as negociações das forças políticas de centro democrático em busca de uma candidatura presidencial única”, publicou em seus perfis na internet.  

Leia também: "Laranja" do PSL do primeiro escândalo do governo Bolsonaro ainda deve R$ 380 mil à Justiça

“A troca de legenda foi comunicada à direção do Podemos, a quem agradeço todo o apoio. Para ingressar no novo partido, abro mão, nesse momento, da pré-candidatura presidencial e serei um soldado da democracia para recuperar o sonho de um Brasil melhor”, disse o ex-juiz. 

Mais cedo, o senador Jorge Kajuru (Podemos-GO) declarou que Moro comunicou ao partido a saída da sigla. “Saiu oficialmente, comunicou à presidente do partido, Renata Abreu, agora cedo. Ele está querendo um partido com estrutura financeira que o Podemos não tem", afirmou Kajuru ao jornal O Estado de S. Paulo.  

Dirigentes do União Brasil, no entanto, não estavam dispostos a ter Moro como candidato do partido à Presidência, o que contribuiu para o ex-juiz desistir da candidatura.

Pesquisas de intenção de voto

Outro fator é que desde as primeiras pesquisas de intenções de voto para presidente, Moro girou em torno de 8% e não alavancou. Na última pesquisa, do PoderData, divulgada nesta quinta-feira (31), Moro aparece com 6% das intenções de voto, atrás de Ciro Gomes (PDT), com 7%, Jair Bolsonaro (PL), com 32%, e Lula (PT), na liderança com 41%.  

Leia aqui: PoderData: com 42% das intenções de voto, Lula amplia vantagem sobre Bolsonaro que tem 31%

Agora, os rumores giram em torno de uma possível candidatura do ex-juiz ao Senado Federal. Até o momento, no entanto, a informação não foi confirmada.

Edição: Rebeca Cavalcante