Desaparecidos

Bruno Pereira e Dom Phillips: segunda semana de buscas começa sem novidades, diz PF

Trabalho de perícia em material orgânico e amostras de sangue deve ter resultado nesta semana

Brasil de Fato | Rio de Janeiro (RJ) |
Em foto de 2019, Dom Phillips entrevista indígenas em Roraima; jornalista britânico segue desaparecido, assim como o indigenista Bruno Pereira
Em foto de 2019, Dom Phillips entrevista indígenas em Roraima; jornalista britânico segue desaparecido, assim como o indigenista Bruno Pereira - João Laet / AFP

A Polícia Federal (PF) informou, no início da noite desta segunda-feira (13), que os envolvidos nos trabalhos de busca pelo indigenista Bruno Pereira e pelo jornalista britânico Dom Phillips não localizaram nada durante o dia.

Continua após publicidade

Pereira e Phillips desapareceram no último dia 5 (domingo), no Vale do Javari, oeste do Amazonas. As buscas, portanto, entraram na segunda semana.

Continua após publicidade

Segindo a PF, os trabalhos continuam no local do desaparecimento de ambos e também em outras áeras do Rio Itaquaí, que cruza o Vale do Javari, onde eles estavam quando desapareceram.

Continua após publicidade

Permanece, portanto, a expectativa para as conclusões da análise pericial do "material orgânico aparentemente humano" que foi encontrado na última sexta-feira perto do porto de Atalaia do Norte, cidade onde eles eram esperados.

Continua após publicidade

Esse material foi enviado para perícia no Instituto Nacional de Criminalística, assim como amostras de sangue encontradas na embarcação do pescador Amarildo da Costa Oliveira, conhecido como "Pelado", que foi preso suspeito de envolvimento no desaparecimento da dupla. A PF informa que o resultado das perícias é esperado para esta semana.

"As investigações continuam sendo realizadas de forma técnica, sem que esforços materiais e humanos sejam poupados para a completa elucidação dos fatos", afirmou em nota a superintendência da Polícia Federal no Amazonas.

PF nega ter encontrado corpos

Na manhã desta segunda, a PF negou ter localizado corpos que seriam de Pereira e Phillips. Uma nota oficial foi divulgada depois que o jornalista André Trigueiro, do canal GloboNews, afirmou ter recebido informações da esposa do jornalista britânico, Alessandra Sampaio, de que os corpos teriam sido localizados e as mortes confirmadas.

Em seguida, o embaixador do Reino Unido no Brasil, Francis Vijay, declarou ao The Guardian, jornal para o qual Phillips trabalha, que os corpos tinham sido localizados amarrados em uma árvore. 

"O comitê de crise, coordenado pela Polícia Federal/AM, informa que, não procedem as informações que estão sendo divulgadas a respeito de terem sido encontrados os corpos do Sr. Bruno Pereira e do Sr. Dom Phillips", afirmou a nota.

Edição: Rodrigo Durão Coelho