Vitória de Lula

Putin parabeniza Lula e destaca "alta autoridade política" do presidente eleito

Chancelaria russa também destaca as positivas perspectivas de cooperação com Brasil na ONU, BRICS e G20

São Paulo |

Ouça o áudio:

Vladimir Putin cumprimenta o presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva durante reunião em 14 de maio de 2010 em Moscou. - Alexey Druzhinin / RIA NOVOSTI / AFP

O presidente russo, Vladimir Putin, parabenizou Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pela sua vitória nas eleições do Brasil. A declaração foi publicada no site do Kremlin nesta segunda-feira (31). 

Continua após publicidade

O líder russo disse esperar que, por meio de esforços conjuntos, os dois países garantam "o desenvolvimento de uma cooperação construtiva russo-brasileira em todas as áreas", acrescentando que os resultados das eleições confirmaram a autoridade política de Lula da Silva.

Continua após publicidade

"Aceite meus sinceros parabéns por sua vitória nas eleições presidenciais. Os resultados da votação confirmaram sua alta autoridade política. Espero que, por meio de esforços conjuntos, garantamos o desenvolvimento de uma cooperação construtiva russo-brasileira em todas as áreas", diz o comunicado. 

Continua após publicidade

O chefe de Estado russo também desejou sucesso, saúde e prosperidade ao presidente eleito.

Continua após publicidade


Luiz Inácio Lula da Silva conversa Vladimir Putin em uma sessão de trabalho dos líderes do G8 e nações africanas, em 08 de junho de 2007. / Dmitry Astakhov / ITAR-TASS / AFP

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia emitiu um comunicado comentando as perspectivas da cooperação com o Brasil sob a presidência de Lula. A chancelaria disse esperar uma política de fortalecimento da cooperação com os brasileiros na ONU, BRICS e G20.

"Observamos sua contribuição para o desenvolvimento da amizade entre nossos países. Esperamos que continue o caminho para o fortalecimento da cooperação bilateral multifacetada e da cooperação russo-brasileira na ONU, BRICS, G20 e outras plataformas multilaterais. Estamos prontos para isso", disse o ministério. 

A pasta também observou que a Rússia vê o Brasil como um forte candidato a membro permanente do Conselho de Segurança da ONU.

"Apreciamos muito o papel do Brasil nos assuntos internacionais, seus esforços consistentes para fortalecer princípios construtivos e formar uma ordem mundial democrática e policêntrica. Consideramos o país como um forte candidato a membro permanente do Conselho de Segurança da ONU", diz o documento.

Com 100% das urnas apuradas, Luiz Inácio Lula da Silva garantiu a sua vitória nas eleições brasileiras com 50,9% dos votos contra o candidato da extrema direita, Jair Bolsonaro (PL), que teve 49,10% dos votos. Com a conquista, Lula torna-se o 39º presidente da República e o primeiro ex-presidente brasileiro a ser eleito para um novo mandato.

Edição: Thales Schmidt