JOGO HISTÓRICO

Argentina é tricampeã mundial na Copa do Mundo do Catar 2022

Com decisão nos pênaltis, Argentina vence França por 4 x 2 depois de um incrível empate por 3 x 3 no tempo regular

Brasil de Fato | São Paulo (SP) |
Argentina rompe jejum de 36 anos e vence tricampeonato na Copa do Mundo do Catar - Franck Fife /AFP

Neste domingo (18), Argentina venceu a Copa do Mundo do Catar contra a França por 4 x 2 com decisão nos pênaltis. No tempo regular, um empate em 3 x 3 cheio de reviravoltas.

Continua após publicidade

Messi abriu o placar com um gol de pênalti aos 23 minutos do primeiro tempo. E aos 35 minutos, após uma jogada de contra a ataque, Di Maria marcou o segundo, garantindo superioridade à Argentina no primeiro tempo.

Já pela França, Kylian Mpbappé marcou o primeiro gol numa cobrança de pênalti no minuto 80 do segundo tempo e em menos de dois minutos depois marcou o segundo. Messi reverteu o jogo, marcando o teceiro gol da Argentina no minuto 108, já na prorrogação. E o terceiro gol francês veio aos 118 minutos, de pênalti, garantindo o empate para a seleção francesa e levando a partida aos pênaltis.

Mpbappé tornou-se o artilheiro da Copa do Catar com oito gols em sete partidas. Dessa forma, o francês o bateu o recorde de Pelé e Messi.

Com decisão nos pênaltis, Mbappé e Messi abriram com um gol de cada lado. O goleiro Dibu Martínez defendeu a finalização de Coman, e Tchouameni também desperdiçou. 4 a 2 para a Argentina, com Montiel na última cobrança.

França e Argentina disputaram o tricampeonato em Doha. Enquantos os hermanos vinham de um jejum de 36 anos, a seleção francesa era a atual campeã mundial.


Di Maria marcou o segundo gol contra a França, aos 35 minutos do primeiro tempo / Adrian Dennis / AFP

Em 18 Copas do Mundo, a Argentina soma 47 vitórias em 87 partidas. A seleção argentina ganhou os títulos em 1978, vencendo a Holanda por 3x1, e 1986 contra Alemanha, com resultado 3x2, e Maradona levantando a taça. 

Em 15 participações antes do Mundial de 2022, a França disputou apenas três finais de Copa do Mundo: 1998, 2006 e 2018. O histórico é positivo: dois títulos e um vice-campeonato. 

Em Doha, a Argentina conseguiu frear a França, que em 95 minutos de jogo não conseguiu realizar nenhuma finalização a gol.


Aos 35 anos, Lionel Messi eleito cinco vezes melhor jogador do mundo, ganha sua primeira Copa Mundo e o tricampeonato para a Argentina / Franck Fife /AFP

As campanhas

A Argentina protagonizou uma das grandes surpresas desta Copa logo na estreia, quando perdeu de virada para a Arábia Saudita por 2 a 1. Após duas vitórias por 2 a 0, sobre México e Polônia, o time se recuperou e garantiu o primeiro lugar do grupo. Nas oitavas de final, jogo difícil e vitória por 2 a 1 sobre a Austrália. Mais sufoco nas quartas: empate em 2 a 2 com a Holanda e a classificação nos pênaltis. Nas semifinais, em sua melhor atuação até aqui, os argentinos fizeram 3 a 0 na Croácia.

Leia também: Sequência de títulos europeus na Copa do Mundo vem desde 2006: o que explica essa hegemonia?

A França começou a Copa com vitória tranquila por 4 a 1 sobre a Austrália. Na segunda rodada, triunfo por 2 a 1 sobre a Dinamarca. Com a classificação garantida, o técnico Didier Deschamps escalou os reservas na partida contra a Tunísia e a França perdeu por 1 a 0. No mata-mata, três vitórias: 3 a 1 sobre a Polônia; 2 a 1 contra a Inglaterra; 2 a 0 contra Marrocos.

Edição: Nicolau Soares