Diplomacia

Lula confirma ida de Celso Amorim para Ucrânia no dia 10 de maio

Na Inglaterra, presidente confirmou que, pela primeira vez desde início da guerra, representante do país irá à Ucrânia

Brasil de Fato | São Paulo (SP) |
Celso Amorim é assessor especial para assuntos internacionais da presidência - Wilson Dias /Agência Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) confirmou, neste sábado (6) que o assessor especial para assuntos internacionais da presidência e ex-chanceler, Celso Amorim, irá viajar para Ucrânia na semana que vem, dia 10 de maio.

Continua após publicidade

A informação já estava circulando nos bastidores e foi confirmada na tarde deste sábado, durante coletiva de imprensa após Lula participar da coroação do Rei do Rei Charles III e da rainha Camilla na Inglaterra.

:: Celso Amorim: "Não posso condenar a invasão dos EUA e aceitar outra" ::

“Celso Amorim foi conversar com o Putin e vai, agora, conversar com a Ucrânia. Daqui [Inglaterra] ele parte pra Ucrânia. Ele não foi antes porque o presidente [Volodymyr Zelensky] não pôde receber ele", afirmou o presidente.

Lula também sinalizou que no final do ano haverá um encontro com representantes dos Brics, grupo de países que reúne Brasil, Rússia, China, Índia e África do Sul, e que desta reunião “quem sabe a gente encontra um jeito de começar a negociar”.

“É que nem palavra cruzada, a gente vai juntando essas conversas e vai vendo que palavras permitem que essas pessoas se juntem numa mesa pra negociar. Mas pra isso tem que parar de atirar”, finalizou Lula

Agenda

Desde a sexta-feira (5), Lula e a primeira-dama Janja da Silva estão em agenda oficial na Inglaterra. Os dois participaram na manhã deste sábado (06), em Londres da coroação do Rei Charles III e da rainha Camilla. Charles tem 74 anos e foi o monarca que mais esperou para chegar ao trono britânico. Lula acompanhou a cerimônia ao lado do presidente francês Emmanuel Macron.

Ainda antes da cerimônia de coroação Lula se encontrou com o ministro dos negócios estrangeiros James Cleverly.

Na sexta-feira (5) Lula encontrou o primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, que prometeu um investimento de cerca de R$ 500 milhões no Fundo Amazônia, a maior política financeira de preservação ambiental do mundo. 

Agora, Lula retorno ao Brasil. O desembarque está previsto para às 4h30 da manhã deste domingo (7).

Edição: Lucas Weber