direitos

Movimento dos camelôs no Rio completa 20 anos com inauguração de centro de referência

Objetivo do espaço será acolher trabalhadores da economia popular e promover atividades de formação no centro do Rio

Brasil de Fato | Rio de Janeiro (RJ) |
Programação do evento inclui entrega da Medalha Chiquinha Gonzaga à Maria dos Camelôs, mesa de debate e roda de samba - Divulgação

Nesta sexta-feira (30), o Movimento Unido dos Camelôs (MUCA) inaugura o primeiro Centro de Referência dos Camelôs e Trabalhadores Informais do Rio de Janeiro. O evento marca o aniversário de 20 anos do movimento que organiza e representa a categoria na luta por direitos e reconhecimento. 

Continua após publicidade

Leia mais: RJ: Conflitos sociais e ambientais na região do Porto do Açu serão tema de audiência pública

O objetivo do espaço será acolher trabalhadores da economia popular e promover atividades de formação. Atualmente, o local já abriga um acervo de documentos e memórias do MUCA, além de materiais utilizados em atos e manifestações. O endereço é Avenida Marechal Floriano, 149, no centro do Rio.

A programação também inclui a entrega da Medalha Chiquinha Gonzaga à coordenadora do MUCA Maria do Carmo, a Maria dos Camelôs. A honraria da Câmara Municipal foi aprovada por iniciativa do então vereador, agora deputado federal Tarcísio Motta (Psol). Além de homenagear Maria, que é ambulante há mais de 25 anos.

Na ocasião, o MUCA vai dar início à campanha de financiamento "Camelô: Um Patrimônio da Cidade Carioca", para manutenção do Centro de Referência. Após a solenidade, haverá uma roda de samba com Zeh Gustavo e Originais do Porto. Os presentes ainda poderão saborear caldos e apreciar uma cerveja gelada, que serão vendidos durante o evento. A renda obtida será revertida em melhorias no espaço.

:: Camelôs se acorrentam na Câmara do Rio em protesto contra violência da guarda municipal ::

Diversos representantes de movimentos sociais, parlamentares, órgãos públicos e instituições parceiras, vão participar de uma mesa de debates: Observatório das Metrópoles, Ouvidoria da Defensoria Pública, Núcleo de Assessoria Jurídica Universitária Popular (NAJUP), Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/Fiocruz), Justiça Global e Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES-SN). 

Serviço

Lançamento do Centro Referência dos Camelôs e Trabalhadores Informais do Rio de Janeiro
Sexta-feira (30), às 18h 
Endereço: Avenida Marechal Floriano, 149

:: Camelôs realizam ato no Rio por melhores condições de trabalho ::

Fonte: BdF Rio de Janeiro

Edição: Clívia Mesquita