Desenvolvimento

Indústria naval: frente parlamentar em defesa do segmento é lançada em Brasília 

Espaço tem objetivo de reunir iniciativas públicas e privadas que contribuam com o desenvolvimento econômico e social

Brasil de Fato | Porto Alegre (RS) |
"A indústria naval é estratégica para a soberania nacional", destaca o deputado Lindenmeyer, proponente da iniciativa - Foto: Tiago Coelho/PT na Câmara

Proposta pelo deputado federal Alexandre Lindenmeyer (PT/RS), com apoio de vários parlamentares, foi lançada na última terça-feira (4) a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Indústria Naval Brasileira.

Continua após publicidade

O evento que contou com representantes dos poderes Executivo e Legislativo, ao lado de empresários, sindicalistas e lideranças ligadas ao setor naval, foi realizado na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF).

A Frente tem o objetivo de reunir iniciativas públicas e privadas que contribuam com o desenvolvimento econômico e social do país a partir da expansão das cadeias produtivas geradas pelo setor naval.

:: Executivos se mobilizam para “virar página da Lava Jato” e reerguer indústria naval ::

"Tenho convicção de que demos hoje um passo importante para o desenvolvimento do nosso país, reunindo representatividades plurais, pluripartidárias e de todos os estados brasileiros", ressaltou o deputado Lindenmeyer.

Segundo ele, indústria naval é estratégica para a soberania nacional. "Temos o desafio de desenvolver o conteúdo local, trazer emprego, renda, tecnologia, construção de equipamentos e valorização de recursos humanos, fazendo girar a roda da nossa economia”, compementou.

Presente ao ato, o ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho, reforçou a importância do lançamento da Frente Parlamentar e reiterou o apoio do governo federal. “O desenvolvimento da indústria naval sempre foi uma decisão política. Tivemos um grande momento em 2013 e 2014, e agora vamos retomar as políticas públicas que recoloquem o país no rumo certo.”

:: Juristas e economistas debatem impactos da Lava Jato sobre a indústria e o emprego ::

Otimista em relação à retomada da indústria naval no país, o presidente da Transpetro, Sérgio Bacci, disse que a expectativa é que até o final do ano sejam construídos navios "com bandeira brasileira, em estaleiros brasileiros, e com mão de obra brasileira”. A esperança é compartilhada pela presidenta do Sindicato dos Petroleiros do Rio Grande do Sul (Sindipetro), Miriam Cabreira, que representou também a Federação Única dos Petroleiros (FUP). “A Petrobras vem resistindo ao desmonte e agora voltará a ser indutora de desenvolvimento para o país”, afirmou. 

Outras lideranças ligadas à pauta manifestaram-se durante o evento, como o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários, Fabrizio Pierdomenico; o representante da Petrobras, João Paulo Madruga; o vice-presidente do Sinaval, Fábio Vasconcellos, o reitor da Universidade Federal do Rio Grande, Danilo Giroldo; deputados federais, representantes do município do Rio Grande, da Marinha e de outras instituições, todos enaltecendo a relevância da Frente Parlamentar para o atual momento do país.


Fonte: BdF Rio Grande do Sul

Edição: Marcelo Ferreira