em são paulo

Com presença de Haddad e outros ministros, movimentos homenageiam juristas nesta sexta (15)

Homenagens serão entregues a Celso Antônio Bandeira de Mello, Claudia Dadico, Maria Rita Reis e Maíra Coraci Diniz

Brasil de Fato | Rio de Janeiro (RJ) |
Professor da PUC-SP, Celso Bandeira de Mello receberá medalha da ordem do mérito da Advocacia-Geral da União (AGU) - Reprodução/Grupo Prerrogativas

O Galpão da Alameda Eduardo Prado, em São Paulo (SP), recebe nesta sexta-feira (15) um evento que vai prestar homenagens a quatro juristas que têm tido atuação firme em defesa da democracia no país: Celso Antônio Bandeira de Mello, Claudia Dadico, Maria Rita Reis e Maíra Coraci Diniz.

Continua após publicidade

O evento, chamado de "jantar de boas-vindas à primavera", começa às 19h, e tem o objetivo de comemorar o retorno do Brasil ao Estado Democrático de Direito. O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, confirmou presença, assim como o advogado-geral da União, Jorge Messias; o ministro da Controria-Geral da União (CGU), Vinícius Marques de Carvalho; e o diretor de política monetária do Banco Central (BC), Gabriel Galípolo

Bandeira de Mello receberá medalha da ordem do mérito da Advocacia-Geral da União (AGU), em reconhecimento por sua atuação na defesa do Estado de Direito e contribuição para o fortalecimento da democracia. Professor titular e emérito da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), ele teve postura firme contra a prisão arbitrária do hoje presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e contra os desmandos de Jair Bolsonaro (PL) enquanto ocupou a Presidência da República.

As três mulheres homenageadas receberão reconhecimento entregue por organizações, sindicatos e movimentos populares pela atuação na mediação e busca por resolução pacífica de conflitos fundiários no país. Cláudia Dadico é diretora do Departamento de Mediação e Conciliação de Conflitos Agrários do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA); Maíra Coraci Diniz coordena a Câmara de Conciliação dos Conflitos Fundiários do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra); enquanto Maria Rita Reis é procuradora-chefe da Procuradoria do Incra.

O evento é organizado pelo Grupo Prerrogativas, pelo Sindicato dos Advogados de São Paulo (SASP), pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC (SMABC), pela Associação Nacional dos Advogados Públicos Federais (Anafe), pelo Fórum Nacional da Advocacia Pública Federal (Anpprev) e pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

"O jantar é um momento importante para recebermos algumas autoridades que estão na administração pública federal neste momento e estão fazendo um trabalho de recuperação, reestruturação do estado democrático de direito e da economia do Brasil", disse Ney Strozake, advogado e integrante do Grupo Prerrogativas. "Será um momento importante para fazer algumas homenagens, mas, acima de tudo, dizer qual é o projeto de sociedade e quais as mudanças que nós queremos para o Brasil", complementou.

Edição: Rodrigo Chagas