doações

Saiba como ajudar as vítimas da seca na região amazônica

Dezenas de cidades do Amazonas estão em situação de emergência

Brasil de Fato | Rio de Janeiro (RJ) |
Foto área do Lago do Piranha, no Amazonas, mostra dificuldade da população em se locomover pelos rios - Michael Dantas/AFP

A seca histórica que atinge a região amazônica tem causado danos profundos, que já atingem mais de 200 mil famílias. No estado do Amazonas, a estiagem deixou, até a manhã da última quarta-feira (4), 26 municípios em situação de emergência; outros 32 em alerta; e dois em atenção. As pessoas atingidas carecem de itens básicos, como água potável, alimentos ou itens de higiene pessoal. E é possível ajudar, de qualquer lugar do país.

Continua após publicidade

Brasil de Fato lista abaixo iniciativas de organizações que atuam junto às comunidades atingidas e organizam campanhas de arrecadação de donativos ou de dinheiro. Por meio de transferências bancárias ou Pix é possível enviar quantias que servirão para comprar os itens básicos.

Uma das iniciativas é organizadas pelo Conselho Nacional das Populações Extrativistas (CNS), em prol de mais de 5 mil famílias da Floresta Nacional de Tefé, da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Amanã e da RDS Mamirauá, na região do Alto Solimões. 

A contribuição em dinheiro servirá para compra de cestas básicas, água, suprimentos de higiene e itens essenciais para atender às necessidades imediatas. As doações podem ser feitas por Pix, pela chave CNPJ 06.214.337/0001-88, em nome da Associação de Produtores Agroextrativista da Flona de Tefé e Entorno.

Também é possível colaborar com o Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (Idesam), que está oferecendo apoio às comunidades tradicionais dos municípios mais afetados. As doações também estão sendo feitas via Pix, e a chave é 07.339.438/0001-48 (CNPJ).

O Greenpeace Brasil está arrecadando dinheiro para compra e entrega de suprimentos emergenciais, como alimentos, água e itens de higiene pessoal. Os donativos serão entregues para as populações mais atingidas, principalmente povos indígenas e comunidades tradicionais. As doações, a partir de R$ 40, podem ser feitas por este link.

A Fundação Amazônia Sustentável (FAS) também está mobilizando doadores para auxílio a vítimas de um deslizamento de terra que atingiu a comunidade de Nossa Senhora de Nazaré do Arumã, localizada na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) Piagaçu-Purus, no município de Beruri. Houve registro de feridos e pessoas desaparecidas. Dezenas de casas, um posto de saúde e outras construções comunitárias foram destruídas. 

Nesse caso, a FAS está buscando doações de alimentos, roupas, materiais de higiene de construção, que podem ser entregues na sede da Fundação, Rua Álvaro Braga, 351, bairro Parque Dez, em Manaus. Também são bem vindas doações em dinheiro, por meio da chave Pix 002.444.472-33 (CPF), de Kely Regina Soares, moradora e liderança comunitária do Arumã.

Edição: Rodrigo Durão Coelho