programa bem viver

Fundadora da CUT, compositora Dona Onete, aos 84 anos, tem outro foco: ‘Amazônia em pé’

Artista lançou primeiro álbum aos 70 anos, o que fez fazer turnês pela Europa antes de se apresentar no Brasil

Ouça o áudio:

"No tambor do índio o negro tocou", relata Dona Onete sobre origem do Carimbó - Divulgação/Facebook

Dona Onete não esperou chegar aos 70 anos para lançar seu primeiro álbum de estúdio, Feitiço Caboclo, à toa. Antes disso, ela tinha outras prioridades e não “iria trocar o certo pelo duvidoso”. 

Continua após publicidade

Professora de história para alunos do ensino fundamental no município de Igarapé-Miri, no interior do Pará, a artista conta que, muitas vezes, foi estimulada a virar cantora. Mas a decisão só veio após a aposentadoria.

Continua após publicidade

Antes de se tornar a rainha do carimbó e viajar o Brasil e o mundo para divulgar os ritmos paraenses, Dona Onete cruzou o país por outra motivação.

Continua após publicidade

Sindicalista, Ionete da Silveira Gama, viajou para São Paulo na década de 1980 para participar das famosas greves do ABC, em São Bernardo do Campo (SP). Foi neste período que foi fundado o maior movimento sindical do país até hoje, a Central Única dos Trabalhadores (CUT), e a Dona Onete estava lá, em nome dos professores e trabalhadores do campo, mas também já como difusora da cultura paraense.

Continua após publicidade

:: Terra, Cultura e Resistência - O Carimbó resiste com o Kuatá ::

“Eu fazia parte da Comissão de Frente. Tudo o que era para fazer show, era para cantar. Dona Onete e vários professores paraenses, nós viemos mais ou menos com 6 ou 7 professores de Igarapé-Miri”, relata em entrevista ao programa Bem Viver desta sexta-feira (24).

“Acabava as discussões e eu já subia no palco e trazia o tambor e o carimbó já virava”, comenta a cantora relembrando que os encontros após as plenárias dos sindicalistas aconteciam no Bar da Brahma, na esquina das avenidas São João e Ipiranga, no centro de São Paulo.

“Era o momento nosso de relaxar, que a gente relaxava um pouquinho de tanta tensão, porque você sabe, era no tempo da ditadura, né?”.

Hoje com 84 anos, a cantora tem mais de 300 canções próprias e apresenta um repertório que conta das vivências de sua infância em Cachoeira do Arari, localizado na Ilha do Marajó.

:: Carimbó, manifestação cultural que retrata a identidade do povo paraense ::

Os álbuns a fizeram realizar turnês internacionais, antes mesmo de cantar para o Brasil. Feitiço Caboclo, de 2012, levou a cantora para países como Portugal, França e Inglaterra,

Em outubro, a Assembleia Legislativa declarou que a obra musical de Dona Onete agora é patrimônio Cultural e Imaterial do estado.

A cantora não atua mais no sindicato, mas segue com as mesma convicções que a fizeram participar das greves em 1983. No entanto, hoje, se dedica a levantar a bandeira da “Amazônia em pé”.

“Eu continuo na luta, eu brigo eu falo, principalmente agora pela Amazônia em pé. eu só não me envolvo tanto por conta da minha saúde, os médicos me dizem ‘chega Dona Onete, já deu’”.

:: 'A agroecologia tinha que acontecer agora numa escala planetária', diz Krenak no encerramento do Congresso Brasileiro de Agroecologia ::

“Agora eu tô em outra briga, não sei se tem partido. Mas eu tô na luta por nossas coisas, pela nossa cultura paraense”

“Demorou muito pro Brasil entender as questões da Amazônia. Essa venda de madeira, se não cortar onde comprar, não tem jeito. Não é de hoje, há muitos anos isso acontece. As madeiras de lei foram se acabando. Cedro cheiroso, mogno, maçaranduba…. Pra onde foi? Nós paraense fazemos a casa de alvenaria, e lá nos Estado Unidos, casas de madeira de lei.”

Açaí

Para explicar como aos 83 anos é capaz de seguir cantando e levantando bandeiras, Dona Onete é certeira: “ é a vontade de mostrar o que a gente tem”, se referindo ao seu estado de origem, o Pará.

Mas ela admite que não seria capaz de tanto se não fosse o açaí de cada dia. “Todo dia tem açaí na minha casa, tem que ter pra gente, é uma tradição em Belém. É que me dá um pouco mais de segurança, de vigor”, confidencia. 

Movida a açaí, Dona Onete explica a origem dos ritmos que movem a sua música.

“É o tambor do Norte. O negro tocou no tambor do índio.  Não deu tempo de eles irem buscar o seu tambor, de recorrer  essas coisas [quando capturados na África].”

“Então, quem tinha o tambor fedido, de couro que acabava de matar um veado, uma onça? E pegavam o couro ali mesmo e amarrava com um pau furado, com um pau de carimbó. Eram os índios, que faziam os seus rituais, com a maracá do Pajé. Como eu digo, no tambor do índio, o negro tocou.”


Confira como ouvir e acompanhar o Programa Bem Viver nas rádios parceiras e plataformas de podcast / Brasil de Fato

Sintonize

O programa Bem Viver vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 11h às 12h, com reprise aos domingos, às 10h, na Rádio Brasil Atual. A sintonia é 98,9 FM na Grande São Paulo.  

Em diferentes horários, de segunda a sexta-feira, o programa é transmitido na Rádio Super de Sorocaba (SP); Rádio Palermo (SP); Rádio Cantareira (SP); Rádio Interativa, de Senador Alexandre Costa (MA); Rádio Comunitária Malhada do Jatobá, de São João do Piauí (PI); Rádio Terra Livre (MST), de Abelardo Luz (SC); Rádio Timbira, de São Luís (MA); Rádio Terra Livre de Hulha Negra (RN), Rádio Camponesa, em Itapeva (SP), Rádio Onda FM, de Novo Cruzeiro (MG), Rádio Pife, de Brasília (DF), Rádio Cidade, de João Pessoa (PB), Rádio Palermo (SP), Rádio Torres Cidade (RS); Rádio Cantareira (SP); Rádio Keraz; Web Rádio Studio F; Rádio Seguros MA; Rádio Iguaçu FM; Rádio Unidade Digital ; Rádio Cidade Classic HIts; Playlisten; Rádio Cidade; Web Rádio Apocalipse; Rádio; Alternativa Sul FM; Alberto dos Anjos; Rádio Voz da Cidade; Rádio Nativa FM; Rádio News 77; Web Rádio Líder Baixio; Rádio Super Nova; Rádio Ribeirinha Libertadora; Uruguaiana FM; Serra Azul FM; Folha 390; Rádio Chapada FM; Rbn; Web Rádio Mombassom; Fogão 24 Horas; Web Rádio Brisa; Rádio Palermo; Rádio Web Estação Mirim; Rádio Líder; Nova Geração; Ana Terra FM; Rádio Metropolitana de Piracicaba; Rádio Alternativa FM; Rádio Web Torres Cidade; Objetiva Cast; DMnews Web Rádio; Criativa Web Rádio; Rádio Notícias; Topmix Digital MS; Rádio Oriental Sul; Mogiana Web; Rádio Atalaia FM Rio; Rádio Vila Mix; Web Rádio Palmeira; Web Rádio Travessia; Rádio Millennium; Rádio EsportesNet; Rádio Altura FM; Web Rádio Cidade; Rádio Viva a Vida; Rádio Regional Vale FM; Rádio Gerasom; Coruja Web; Vale do Tempo; Servo do Rei; Rádio Best Sound; Rádio Lagoa Azul; Rádio Show Livre; Web Rádio Sintonizando os Corações; Rádio Campos Belos; Rádio Mundial; Clic Rádio Porto Alegre; Web Rádio Rosana; Rádio Cidade Light; União FM; Rádio Araras FM; Rádios Educadora e Transamérica; Rádio Jerônimo; Web Rádio Imaculado Coração; Rede Líder Web; Rádio Club; Rede dos Trabalhadores; Angelu'Song; Web Rádio Nacional; Rádio SINTSEPANSA; Luz News; Montanha Rádio; Rede Vida Brasil; Rádio Broto FM; Rádio Campestre; Rádio Profética Gospel; Chip i7 FM; Rádio Breganejo; Rádio Web Live; Ldnews; Rádio Clube Campos Novos; Rádio Terra Viva; Rádio interativa; Cristofm.net; Rádio Master Net; Rádio Barreto Web; Radio RockChat; Rádio Happiness; Mex FM; Voadeira Rádio Web; Lully FM; Web Rádionin; Rádio Interação; Web Rádio Engeforest; Web Rádio Pentecoste; Web Rádio Liverock; Web Rádio Fatos; Rádio Augusto Barbosa Online; Super FM; Rádio Interação Arcoverde; Rádio; Independência Recife; Rádio Cidadania FM; Web Rádio 102; Web Rádio Fonte da Vida; Rádio Web Studio P; São José Web Rádio - Prados (MG); Webrádio Cultura de Santa Maria; Web Rádio Universo Livre; Rádio Villa; Rádio Farol FM; Viva FM; Rádio Interativa de Jequitinhonha; Estilo - WebRádio; Rede Nova Sat FM; Rádio Comunitária Impacto 87,9FM; Web Rádio DNA Brasil; Nova onda FM; Cabn; Leal FM; Rádio Itapetininga; Rádio Vidas; Primeflashits; Rádio Deus Vivo; Rádio Cuieiras FM; Rádio Comunitária Tupancy; Sete News; Moreno Rádio Web; Rádio Web Esperança; Vila Boa FM; Novataweb; Rural FM Web; Bela Vista Web; Rádio Senzala; Rádio Pagu; Rádio Santidade; M'ysa; Criativa FM de Capitólio; Rádio Nordeste da Bahia; Rádio Central; Rádio VHV; Cultura1 Web Rádio; Rádio da Rua; Web Music; Piedade FM; Rádio 94 FM Itararé; Rádio Luna Rio; Mar Azul FM; Rádio Web Piauí; Savic; Web Rádio Link; EG Link; Web Rádio Brasil Sertaneja; Web Rádio Sindviarios/CUT.  

A programação também fica disponível na Rádio Brasil de Fato, das 11h às 12h, de segunda a sexta-feira. O programa Bem Viver está nas plataformas: Spotify, Google Podcasts, Itunes, Pocket Casts e Deezer.  

Assim como os demais conteúdos, o Brasil de Fato disponibiliza o programa Bem Viver de forma gratuita para rádios comunitárias, rádios-poste e outras emissoras que manifestarem interesse em veicular o conteúdo. Para ser incluído na nossa lista de distribuição, entre em contato por meio do formulário.

Edição: Rodrigo Durão Coelho