aérea e marítima

Venezuela fecha por tempo indeterminado fronteiras com Curaçao, Aruba e Bonaire

Segundo a vice-presidenta do país, "ameaças intervencionistas" levaram à decisão; voos também serão suspensos

Delcy Rodríguez anunciou fechamento de fronteiras com ilhas do Caribe / Foto: Chancelaria Venezuela

A vice-presidenta da Venezuela, Delcy Rodríguez, anunciou nessa quarta-feira (20) a suspensão de voos e o fechamento das fronteiras marítima e aérea com as ilhas de Curaçao, Aruba e Bonaire, frente ao que classificou como “ameaças intervencionistas” que o país sul-americano atravessa. Segundo Rodríguez, a medida permanecerá por tempo indefinido.

“Ajuda humanitária de 20 milhões de dólares quando nos retiraram mais de 30 bilhões? É uma hipocrisia! O caminho é a legalidade”, disse. “A melhor ajuda humanitária que podem dar ao povo venezuelano é devolver seus recursos, que estão sendo roubados.”

::: O que está acontecendo na Venezuela? :::

A vice-presidenta pediu a restauração do diálogo e a retomada dos mecanismos diplomáticos, o que, segundo o governo, já foi feito várias vezes pelo governo de Nicolás Maduro.

“Seguiremos trabalhando incansavelmente na diplomacia bolivariana de paz e o povo venezuelano está trabalhando em uma mobilização pacífica em defesa da democracia. Não há outra via, o trabalho e a paz”, afirmou.

Forças Armadas

Nessa terça (20), a Força Armada Nacional Bolivariana da Venezuela (FANB) divulgou um comunicado oficial rechaçando as recentes declarações do presidente norte-americano Donald Trump e reiterando “obediência, subordinação e lealdade” ao mandatário Nicolás Maduro.

A FANB afirmou que as “ameaças, chantagem e coerção não fragmentará nossa dignidade e fortaleza moral, pois não somos mercenários que se vendem à melhor oferta. Somos os filhos de Bolíviar, os filhos de Zamora e os filhos de Chávez, fieis a seus princípios de liberdade, soberania e independência”.

Padrino López disse que Trump crê ter a autoridade de fazer exigências aos militares venezuelanos e considerou suas palavras falta de respeito, subestimação e irresponsabilidade inéditas.

Edição: Opera Mundi