bdf explica

Vídeo | Quais os impactos do "bloqueio total" de Donald Trump contra a Venezuela?

O Brasil de Fato explica as últimas medidas dos EUA com objetivo de isolar completamente o governo de Nicolás Maduro

Leer en español | Read in English | Brasil de Fato | Caracas (Venezuela)

,

Ouça o áudio:

As primeiras sanções dos EUA contra a Venezuela datam de 2014 / Foto: Nicholas Kamm/AFP

O presidente dos Estados Unidos Donald Trump anunciou, na semana passada, a imposição de uma Ordem Executiva que congela todos os bens e dinheiro do Estado venezuelano em território estadunidense.

O decreto determina que transações relacionadas a medicamentos e alimentos não seriam proibidas, no entanto, enfatiza que toda a assistência financeira, material ou tecnológica será bloqueada.

Para analistas, a medida significa um "bloqueio total" contra a Venezuela, por suas características socioeconômicas: um país produtor de petróleo e importador de bens de consumo.

Como reação imediata, o presidente venezuelano, Nicolás Maduro suspendeu as mesas de diálogo com a oposição na ilha caribenha de Barbados.

O governo também lançou a campanha internacional "No Más Trump", que busca denunciar a ilegalidade da Ordem Executiva e buscar apoio a um abaixo assinado que será entregue às autoridades estadunidenses.

Esta não é a primeira vez que os Estados Unidos bloqueiam econômica e financeiramente outro país. Cuba é o exemplo mais antigo, que desde 1962, sofre com as escassez provocada pela asfixia comercial, política e diplomática imposta pela Casa Branca.

Quer entender os efeitos reais desse bloqueio para o povo venezuelano? O Brasil de Fato te explica neste vídeo:

Edição: Rodrigo Chagas