Suspensa a transmissão diária da Rede Lula Livre de rádios

Imagem do logo do Podcast
A Rede Lula Livre foi ao ar por mais de 580 dias.
A Rede Lula Livre foi ao ar por mais de 580 dias. - Arte: Fernando Bertolo
Brasil de Fato passa a incorporar a cobertura de Lula no jornalismo geral

O Brasil de Fato suspende, a partir de hoje (02), a Rede Lula Livre. O programa transmitido de segunda a sexta-feira, foi ao ar por mais de 580 dias, com informações direto de Curitiba, no Paraná, onde o ex-presidente Lula foi mantido preso político por 580 dias.

A Rede nasceu com a proposta de denunciar e noticiar os fatos que envolviam a prisão política de Lula, o andamento dos processos na Justiça e as mobilizações em defesa do ex-presidente que ocorreram pelo Brasil e o mundo, principalmente a Vigília Lula Livre, o acampamento montado próximo à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde o primeiro dia da prisão de Lula.

Durante esse período, mais de 10 rádios retransmitiram o nosso programa diariamente formando uma rede de resistência e compromisso com a verdade em torno do caso. Foram mais de 580 dias no ar e coberturas marcantes como a do aniversário do ex-presidente, a entrevista exclusiva de Lula ao Brasil de Fato, as visitas de personalidades do mundo todo entre outros momentos que estarão registrados na história do país.

Apesar da decisão em suspender a Rede Lula Livre, o Brasil de Fato entende que a liberdade do ex-presidente Lula ainda não significa a comprovação da inocência dele exigida pela defesa e evidente nos processos e, por isso, a partir de hoje (02) a cobertura do caso será incorporada pelo nosso jornalismo, que tem o compromisso de acompanhar os processos, as mobilizações e as andanças de Lula pelo país em defesa da democracia e da justiça.

Edição: Camila Salmazio