ASSISTA

Bem Viver na TV traz bate-papo com GOG e estreia nova parceria com Agroecologia em Rede

Uma produção do Brasil de Fato dedicada a agroecologia, meio ambiente, alimentação saudável, saúde e cultura

Brasil de Fato | São Paulo (SP) |
"Hip hop é um movimento cultural de esquerda", afirma o poeta do rap brasileiro: Genival Oliveira Gonçalves, o GOG, no quadro entrevista do Bem Viver na TV - Divulgação

Na semana em que se reflete o dia da falsa abolição a escravatura, 13 de maio, data que se celebra o Dia Nacional do Hip Hop, o Bem Viver na TV, produzido pelo Brasil de Fato, traz nesta edição uma entrevista o poeta do rap brasileiro: Genival Oliveira Gonçalves, o GOG.

Considerado um dos percursores do hip hop no Brasil, GOG nasceu em Sobradinho, Distrito Federal, e soma mais de 45 anos de carreira. Entre suas composições mais famosas estão o "Brasil com P" e "Brasília Periferia", que abordam racismo, desigualdade social e violência policial contra a população negra.

Veja também: Bem Viver na TV: Campanha Cuidar é Resistir mostra a força das comunidades tradicionais

"O hip hop salva vidas, ele traz o senso crítico e faz a gente ir além da letra da música. É preciso ir além da letra. Ali no final dos anos 1980 e início dos anos 1990, éramos uma geração silenciada e silenciosa, então o rap nos ajudou a traduzir o que vivíamos no dia a dia", relata.

O artista também reflete sobre os principais temas tratados no gênero musical e a importância de reconhecer essas obras no Brasil.

"Considero o hip hop um movimento cultural de esquerda. Então denunciamos a abordagem policial com a população negra, a desigualdade social e, principalmente, o racismo estrutural, porque talvez, esse racismo seja um dos problemas que mais machucam a pátria brasileira. A esquerda ainda discute pouco o legado e a importância do hip hop para o Brasil, porque o rap e hip hop são políticos", avalia.

Saiba mais: "Povos indígenas, com terras demarcadas, salvam vidas", afirma Alva Rosa no Bem Viver na TV

Parceria nova

No Momento Agroecológico, você vai ver que a plataforma Agroecologia em Rede (AeR) está de cara nova. Um sistema foi desenvolvido para tornar a navegação mais fácil, dinâmica e completa, ampliando ainda mais a construção coletiva do conhecimento agroecológico de todo o país. 

Como uma plataforma virtual, o AeR é uma ferramenta de Ecologia de Saberes a serviço da construção do movimento agroecológico e oferece uma infraestrutura composta por tecnologias da informação em software livre para que redes do campo agroecológico se auto identifiquem e mapeiem suas experiências a partir de critérios e categorias por elas mesmas estabelecidas.

Veja também: Bem Viver na TV destaca a luta por Reforma Agrária Popular; assista

Ao proporcionar conceitos e instrumentos apropriados para que redes territoriais e temáticas se auto-representem, o Agroecologia em Rede contribui para a sistematização de dados e informações úteis para a realização de exercícios reflexivos no âmbito das próprias redes. 

A reportagem estreia a parceria do Bem Viver na TV com a AeR. Todo mês vamos trazer uma experiência, atividade e ação da plataforma no programa.

E tem mais...

No Mosaico Cultural, a importância da educação para refugiados que buscam reconstruir a vida no Brasil. 

A Renfa (Rede Nacional de Feministas Antiproibicionistas) dá um salve de Belém do Pará e o médico Gilson Cantuário traz uma Dica de Saúde dos cuidados na hora do consumo de bebidas alcoólicas.

Já no Alimento é Saúde, conheça uma produção artesanal de farinha de mandioca no sul do Amazonas.

Comida de Verdade

E falando em joias da culinária amazônica, o Comida de Verdade vem com farofa e vinagrete de feijão manteiguinha, abundante na região do rio Tapajós, no Pará. A chef Letícia Massula, do Blog Cozinha da Matilde, mostra o passo a passo da receita. Confira:

Vinagrete e farofa de feijão manteiguinha
Rendimento: 4 porçoes
Tempo de preparo: 30 minutos + cozimento do feijaozinho

Ingredientes

Vinagrete:
3 xícaras de feijão manteiguinha cozido
3 tomates sem semente em cubinhos
1 cebola roxa em cubinhos
2 colheres de talo de coentro em cubinhos
½ xícara de salsinha e cebolinha laminados
2 pimentas dedo de moça ou de cheiro laminadas
Folhas de coentro pra enfeitar
Limão, azeite e sal pra temperar

Farofa:
2 xicaras de feijão manteiguinha cozido
1 e ½ xicara de farinha de mandioca (mais ou menos)
150g de manteiga
2 cebolas em laminas finas
6 dentes de alho picadinhos
4 colheres de talos de coentro laminado
½ xícara de talos de salsinha laminados
1 xícara de salsinha e cebolinha laminados 
Pimentas variadas (ardidas e de cheiro) laminadas a gosto
Sal e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo:

Antes de começar as receitas, a gente precisa cozinhar o feijão manteiguinha, tem duas maneiras de fazer isso:

Se deixar ele de molho em água por 10 horas, ou seja, na véspera, ele cozinha rápido sem necessidade de pressão.

Na panela de pressão ele cozinha em 10 minutos depois de pegar pressão. 

Depois de cozido deixa ele esfriar no caldo, aí escorre só na hora de usar, isso garante que ele não vai ressecar.

Vinagrete

Misture o feijãozinho escorrido com o tomate, cebola roxa, talos de coentro, salsinha e cebolinha, pimentas e tempera tudo com sal e limão. Experimenta o sal e finaliza com azeite e folhas de coentro.

Farofa

Doure a cebola e os talinhos na manteiga com uma "pitadona" de sal deixando soltar sabor. Junte as castanhas e deixe que soltem seu óleo e dourem de leve com a cebola.

Junte o feijão manteiguinha cozido e escorrido e refogue junto até ele dar uma leve fritada nos temperos e castanha. 

Junte as pimentas e metade do cheiro verde e a farinha aos poucos até chegar no seu ponto de farofa mais ou menos úmida. Experimente o sal.

Finalize com o restante do cheiro verde, misture e apague o fogo. Está pronto!

Confira outras dicas da receita no programa.

Onde assistir 

O programa é uma produção do Brasil de Fato, exibida na Rede TVT, que abrange a Grande São Paulo. A produção vai ao ar sábado às 13h30, com reprise no domingo às 6h30 e na terça-feira às 20h. Além disso, tem exibição na TVCom Maceió, na TV Floripa, na TVU Recife, na TVE Bahia e nas plataformas online da TV RSul. Confira a programação!

Nas redes sociais do Brasil de Fato (Facebook e YouTube); na TVT, no canal 44.1 – sinal digital HD aberto na Grande São Paulo e canal 512 NET HD-ABC; na TVCom Maceió, no canal 12 da NET; na TV Floripa, também no canal 12 da NET; na TVU (Universitária) Recife no canal 40 UHF digital e na TVE Bahia, no canal 30 (7.1 no aparelho) do sinal digital. 

Quando

Na TVT: sábado às 13h30; com reprise domingo às 6h30 e terça-feira às 20h. 

Na TVCom: sábados às 10h30, com reprise domingo às 10h. 

Na TVU Recife: sábados às 12h30, com reprise terça-feira às 21h. 

Na TVE Bahia: sábado às 12h30, com reprise quinta-feira às 7h30. 

Sintonize 

No rádio, o programa Bem Viver vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 11h às 12h, com reprise aos domingos, às 10h, na Rádio Brasil Atual. A sintonia é 98,9 FM na Grande São Paulo e 93,3 FM na Baixada Santista. 

O programa também é transmitido pela Rádio Brasil de Fato, das 11h às 12h, de segunda a sexta-feira. O programa Bem Viver também está nas plataformas: Spotify, Google Podcasts, Itunes, Pocket Casts e Deezer. 

Assim como os demais conteúdos, o Brasil de Fato disponibiliza o programa Bem Viver de forma gratuita para rádios comunitárias, rádios-poste e outras emissoras que manifestarem interesse em veicular o conteúdo. Para fazer parte da nossa lista de distribuição, entre em contato pelo e-mail: [email protected]

Edição: Lucas Weber