MÊS DO MEIO AMBIENTE

Quintais florestais: o legado de Chico Mendes vive no Acre no Bem Viver na TV

No mês de luta pelo meio ambiente, o programa traz uma edição com as sementes do líder extrativista e Ailton Krenak

Brasil de Fato | São Paulo (SP) |
Bem Viver na TV mostra a inclusão dos quintais florestais nas políticas de desenvolvimento municipal de Xapuri constroem o legado de Chico Mendes no Acre - Resex

O Dia Mundial do Meio Ambiente é celebrado no dia 5 de junho e o Bem Viver na TV, produzido pelo Brasil de Fato, neste sábado (4) traz no Momento Agroecológico o legado de um dos seus grandes defensores, Chico Mentes. No Acre, os quintais produtivos estão recuperando florestas desmatadas e são um exemplo das sementes deste líder extrativista.

Veja mais: Conheça o marolo, fruto que é patrimônio cultural de Paraguaçu (MG), no Bem Viver na TV

A ideia é gerar renda e segurança alimentar para famílias que vivem na Reserva Extrativista Chico Mendes e também dentro dos Pólos Agroflorestais, uma modalidade de assentamento rural criado no estado. Os quintais florestais estão incluídos nas políticas de desenvolvimento municipal de Xapuri.

"Esses quintais dentro dos pólos agroflorestais são responsáveis por abastecer a feira municipal, então abastece toda a cidade de Xapuri. E mais do que abastecer a cidade, 80% dessa produção é feita pelas mulheres produtoras", conta Gabriela Souza, consultora estadual da Agroecologia nos Municípios (AC).

Veja também: Bem Viver na TV: "Todos devemos ser abolicionistas", afirma Dira Paes sobre o filme "Pureza" 

Entretanto, a Resex Chico Mendes lidera o ranking de ameaça de desmatamento durante o governo Bolsonaro, segundo um estudo feito pelo Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) e divulgado em dezembro de 2021.

O desmatamento na reserva passou a chamar atenção a partir de 2019, quando foram destruídos 68 km². Em 2020, a área de floresta derrubada aumentou 48%, atingindo 101,3 km². 

Você confere tudo sobre o projeto no Bem Viver na TV, que uma produção do Brasil de Fato, exibida na Rede TVT, que abrange a Grande São Paulo e vai ao ar sábado às 13h30, com reprise no domingo às 6h30 e na terça-feira às 20h. Além disso, tem exibição na TVCom Maceió, na TV Floripa, na TVU Recife, na TVE Bahia e nas plataformas online da TV RSul. Confira a programação!

E tem mais...

Outra liderança em defesa das florestas, Ailton Krenak, está no quadro Entrevista. Ele produziu uma imagem histórica para a luta dos povos indígenas no Brasil quando pintou o rosto de jenipapo, na Assembleia Nacional Constituinte, em 1987.

O depoimento foi o ponto alto de uma mobilização que resultou na demarcação de terras indígenas, no direito à consulta prévia e boa parte das conquistas existentes até hoje, mas que nunca estiveram tão ameaçadas. Aos 68 anos, Krenak a continua resistindo pelos direitos dos povos indígenas.

Veja também: Bem Viver na TV destaca a luta por Reforma Agrária Popular; assista

"A cada ameaça  de golpe o povo indígena está em Brasília. O que nós reclamamos muito é porque os outros segmentos da sociedade brasileira acha que esse problema é um problema dos índios com o governo. E não entenderam ainda que o estado brasileiro está sendo assaltado. A vida política do país está sendo dissolvida e os brasileiros ficam assistindo como se fosse um evento extra o que está acontecendo na nossa vida.A exclusão ela incide sobre os não brancos", alerta Krenak.

Apesar da luta e resistência dos povos tradicionais, as mudanças climáticas continuam sendo uma ameaça para o planeta e para a saúde. O Dr. Aristóteles Cardona explica como essas alterações podem nos afetar e como prevenir no Dica de Saúde.

E no Mosaico Cultural. o legado do incomparável Naná Vasconcelos, pioneiro na integração da consciência ecológica com a música e a luta pela preservação de sua obra. 

Comida de Verdade

A chef Letícia Massula, do Blog Cozinha da Matilde, no Comida de Verdade, ensina a receita do mungunzá - ou canjica - com coco, que não pode faltar na sua festa junina. 

Sudestinos, sulistas e parte do centro oeste chamam esse doce lindo de canjica. A turma do norte chama de mingau de milho branco e lá no nordeste chamam de mungunzá, nome de origem africana, do quimbundo mu’kunza que se traduz como milho cozido. 

Ingredientes
500g de milho de canjica
3l de leite
400g de açúcar
200ml de leite de coco
200g de coco ralado em flocos
4 cravos
2 cardamomos
1 pitada de sal
Canela pra polvilhar
Raspas de 1 limão ou uma folha de limoeiro

Modo de preparo: 
Se tiver tempo você deixa o milho de molho em muita agua na véspera, isso vai hidratar o milho e facilitar de cozinhar com menos água, garantindo mais sabor. Mas se não tiver tempo vai direto na pressão.

Mesmo se você deixou de molho, vai precisar da pressão pra cozinhar o milho, ai você cozinha ele coberto de água com uma pitada de sal por cerca de 30 a 40 minutos, até ficar bem macio. 

Depois abre a panela e mistura 1 litro de leite na canjica com a água que sobrou do cozimento e deixa cozinhar até reduzir e o leite ficar grosso encorpado. Reserva.

Em outra panela você coloca 2 l de leite e o açúcar e deixa ferver e reduzir até menos da metade, fazendo um caramelo de leite. Cuidado pra não deixar queimar as bordas da panela se você quer uma canjica branquinha.

Aqueça o milho cozido no leite e junte ao caramelo de leite reduzido, acrescente também os cravos e o cardamomo e deixa tudo ferver junto até ficar novamente com caldo grosso. 

Por fim acrescenta o leite de coco e o coco, mistura, deixa aquecer e polvilha tudo com raspinhas de limão ou junta uma casquinha ou uma folha de limoeiro. Está pronta a canjica ou mungunzá!

Confira outras dicas no programa!

Onde assistir 

Nas redes sociais do Brasil de Fato (Facebook e YouTube); na TVT, no canal 44.1 – sinal digital HD aberto na Grande São Paulo e canal 512 NET HD-ABC; na TVCom Maceió, no canal 12 da NET; na TV Floripa, também no canal 12 da NET; na TVU (Universitária) Recife no canal 40 UHF digital e na TVE Bahia, no canal 30 (7.1 no aparelho) do sinal digital. 

Quando

Na TVT: sábado às 13h30; com reprise domingo às 6h30 e terça-feira às 20h. 

Na TVCom: sábados às 10h30, com reprise domingo às 10h. 

Na TVU Recife: sábados às 12h30, com reprise terça-feira às 21h. 

Na TVE Bahia: sábado às 12h30, com reprise quinta-feira às 7h30. 

Sintonize 

No rádio, o programa Bem Viver vai ao ar de segunda a sexta-feira, das 11h às 12h, com reprise aos domingos, às 10h, na Rádio Brasil Atual. A sintonia é 98,9 FM na Grande São Paulo e 93,3 FM na Baixada Santista. 

O programa também é transmitido pela Rádio Brasil de Fato, das 11h às 12h, de segunda a sexta-feira. O programa Bem Viver também está nas plataformas Spotify, Google Podcasts, Itunes, Pocket Casts e Deezer. 

Assim como os demais conteúdos, o Brasil de Fato disponibiliza o programa Bem Viver de forma gratuita para rádios comunitárias, rádios-poste e outras emissoras que manifestarem interesse em veicular o conteúdo. Para fazer parte da nossa lista de distribuição, entre em contato pelo e-mail: [email protected]

Edição: Vivian Virissimo