Pesquisa

Coluna | Observatório dos conflitos urbanos de Curitiba em maio

Confira o resumo dos principais protestos ocorridos em Curitiba e Região Metropolitana no mês de maio

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,
Depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Curitiba, em 10 de maio, mobilizou diferentes manifestações em Curitiba / Valéria K. Lopes

Esta é a coluna mensal do Observatório dos Conflitos Urbanos de Curitiba, que apresentar o resumo dos principais protestos ocorridos em Curitiba e Região Metropolitana ao longo do mês de maio. O Observatório é composto por professores e pesquisadores da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Para saber mais acesse o site do projeto. Confira a síntese das lutas do mês de maio:

Depoimento de Lula mobiliza protestos

O depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Curitiba, em 10 de maio, mobilizou diferentes manifestações em Curitiba. Por decisão judicial, as manifestações pró Lava Jato e pró Lula foram divididas. Grupos favoráveis à Lava Jato ficaram em torno do Museu Oscar Niemeyer, no Centro Cívico. Movimentos sociais, centrais sindicais e partidos políticos fizeram o Acampamento pela Democracia e uma série de manifestações, como vigília religiosa, passeata, assembleia, protesto na BR 277, finalizando o dia com ato político na praça Santos Andrade, no Centro da capital.

Curitiba vai às ruas pela saída de Temer e Diretas Já

Após as denúncias contra Michel Temer (PMDB), protestos pela saída do presidente e a convocação de eleições diretas eclodiram na capital paranaense. O primeiro, organizado pelo movimento CWB Resiste em parceria com a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e outras entidades, ocorreu no dia 18 de maio. Cerca de 2.500 pessoas se reuniram na Praça Santos Andrade, Centro da cidade, e seguiram em passeata até a Avenida Cândido de Abreu.

Em 21 de maio, foram dois protestos: o primeiro na Praça 19 de Dezembro, encabeçado pelo CWB Resiste. O segundo, passeata organizada pelas Frente Brasil Popular, Frente Resistência Democrática e Fórum de Lutas 29 de Abril, saiu da Praça Santos Andrade em direção à Câmara dos Vereadores, onde se juntou à manifestação de servidores municipais contra o prefeito Rafael Greca (PMN).

No dia 24 de maio, integrantes da Frente Brasil Popular e da Frente Resistência Democrática fizeram o ato “Ocupa Curitiba, Diretas Já”, em apoio às manifestações em Brasília.

Protestos marcam insatisfação de servidores municipais em Curitiba

Ocorreram vários protestos dos servidores públicos municipais contra os 12 projetos de lei conhecidos como o "Pacotaço do Greca". Os servidores ficaram acampados em frente à Câmara Municipal por cerca de sete dias. No dia 21, o ato “Fora Temer”, converteu-se em "Fora Greca". Em 22 de maio, servidores, guardas municipais e professores ocuparam a Câmara para pressionar pela retirada dos projetos de lei da pauta e a sessão foi encerrada.

O mês de maio ainda foi marcado por: Protestos contra o fechamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em São José dos Pinhais, no dia 2; Greve de Metalúrgicos da Renault, no dia 3; Protesto por segurança devido a um estupro dentro da Universidade Positivo, no dia 9; Vigília do dia internacional contra a LGBTfobia, no dia 17; Protesto dos taxistas contra o Uber, no dia 23; Carreata do Uber por sua regulamentação, no dia 26.

Edição: Ednubia Ghisi